Escola

Ateliers de culinária

Este foi o primeiro ano em que tive de inscrever a Sara em atividades no mês de Julho.

Foi o primeiro ano letivo nesta escola, e naturalmente, as datas de início e fim das aulas já não são como no infantário. As aulas acabaram em Junho e como a maioria dos pais, tive de arranjar ATL para o mês seguinte.

Ficou na escola com os colegas e com os professores que já conhecia.

Aguardei pela planificação das atividades e, eis que surge aquela atividade que qualquer mãe de alérgico deseja ver, mas de longe: um atelier de culinária em cada semana! E na primeira semana iam começar com bolo de iogurte.

Falei de imediato com a professora da Sara, que se disponibilizou para falar com a direção e ver que adaptações poderiam fazer.

A escola pediu para eu enviar uma receita para cada semana, e assim todos os alunos fizeram as mesmas receitas no atelier de culinária, e a Sara participou em todos. Também se disponibilizaram para comprar todos os ingredientes, e confirmaram comigo tudo o que poderia ser ou não utilizado.

A Sara ficou muito contente por todos fazerem as receitas dela. E eu também.

Terminámos o ano letivo sem nenhum incidente. Agradeço toda a disponibilidade demonstrada pela escola para nos ajudar.

Não são as escolas que não estão preparadas para receber crianças alérgicas. São as pessoas. Se houver informação e colaboração, estas crianças podem estar na escola e ser incluídas em tudo.


Pulseira renovada

Escola nova, pulseira nova.

Os pins da pulseira laranja começaram a estragar-se e a perder o desenho, por isso experimentei comprar outra ligeiramente diferente. Fiz a encomenda e chegou numa semana.

Encontram aqui.


O primeiro dia de aulas

A escola começou no dia 11.

Depois de passar as últimas semanas a apreciar e a sentir o cheiro de material e livros novos, chegou finalmente o dia de estrear tudo.

Levantou-se cedo, vestiu a farda nova (fica a coisa mai linda), tomou o pequeno-almoço e foi toda contente para a escola.

É nova numa turma em que todos já se conhecem uns aos outros. Em breve fará novos amigos.

Por enquanto tem vindo a casa almoçar e leva os lanches de casa. Eu ando em reuniões para tratar das questões relacionadas com a alimentação. Falar com diretora, professora, nutricionista, responsável de refeitório, chefe de cozinha. Começar tudo de novo. Havemos de lá chegar.

Bom ano letivo minha kidas. Espero que sejas muito feliz nesta nova escola.


Adeus ICB

O ano letivo acabou, prolongámos mais um pouquinho até Agosto, mas ontem foi o último dia da Sara no infantário.

Não houve grandes despedidas, porque já estão prometidas visitas em Setembro. Achei melhor que assim fosse.

Chegámos a casa carregadas com mochila e trabalhos do ano inteiro, e pensei: como é que passaram 6 anos? Não foram 6 meses, nem 2 ou 3 anos de pré-escolar. Foram 6 anos passados ali.

A Sara sentou-se na sala toda orgulhosa a mostrar os seus livros com as fichas todas feitas, e passaram-me pela cabeça alguns momentos que ficaram gravados nestes anos todos.

O dia em que escolhi a escola, grávida ainda, e achei que aquele seria um bom local para ela ficar quando começasse a trabalhar. Toda a gente sabe que quando se procura uma escola, há sempre opiniões e histórias de episódios que uma amiga da amiga da prima contou, e que muitas vezes nunca aconteceram. Esta escola estava em construção ainda, ninguém tinha histórias para contar. Ninguém podia agourar. Nunca me arrependi da minha decisão.

As primeiras conquistas da Sara. As primeiras palavras, primeiros passos, comer sozinha, cantar, dançar, e todas as outras até o dia de hoje. E coisas menos boas que aconteceram pelo meio do caminho. Tudo isso foi partilhado com a escola.

Creio que significa alguma coisa quando uma criança gosta tanto da escola, quando admira e fala sobre as pessoas que estão responsáveis por ela. Eu tenho a minha parte de responsabilidade, porque sempre falei na escola como sendo a melhor coisa do mundo. Mas também significa que ela foi muito bem tratada.

Por tudo isto, quero deixar um agradecimento muito grande ao infantário, direção, pessoal docente e não docente, por tudo o que fizeram pela minha filha durante estes 6 anos.

Correndo o risco de me esquecer de alguém, mas não posso deixar de fazer um agradecimento muito especial a estas pessoas (pela ordem das salas para não me enganar):

Andreia Ascensão, Sara Teixeira, Tânia Abreu, Andreia Sofia, Aurélia, Marta, Susana, Tânia Figueira, Carolina Flor, Ilda, Claudete, Marta 2, Carolina Leça, Reina Abreu, Sofia, Cláudia e Ana Maria.

Obrigada por terem ouvido todas as minhas recomendações, sobretudo por nunca as terem questionado. Obrigada por fazerem o possível para garantir a segurança da Sara, por nunca a terem excluído de nada, e por receberem-na sempre com o mesmo sorriso e entusiasmo, principalmente nos momentos menos bons que tivemos nos últimos 3 anos por questões de saúde.

A Sara irá com certeza guardar muitas lembranças boas destes anos passados convosco.

Obrigada por tudo.


Já começaram as prendas!

Depois do calendário do advento, chegou um chocolatinho de surpresa!

Só a minha Sara para receber um chocolate com direito a um embrulho tão bonito. Tinha de fotografar isto.

Fica a informação que estes chocolates da Moo Free também já estão à venda nas lojas Bioforma.

Obrigada Tânia.

20161206_132406

20161206_132438


São Martinho

O registo do cartucho deste ano.

A Maria castanha.

20161112_124933


Feliz Dia do Pão por Deus

Feliz Dia do Pão por Deus!

Um registo dos saquinhos que vieram recheados para casa.

20161031_182826

20161101_121750


Como uma menina grande!

A Sara está no último ano do infantário e começou a fazer a preparação para o 1º ciclo.

Esta sexta-feira trouxe os seus primeiros livros para casa. Fui buscá-la mais cedo por causa de uma virose, e trouxe os livros para ela fazer a ficha que os colegas iam fazer na escola.

Ela diz muito orgulhosa que estes livros são “a sério”. E no sábado de manhã fez o seu trabalhinho de casa como uma menina grande.

A minha bebé já está a ficar uma menina grande mesmo. Fiquei sentada a vê-la muito concentrada no seu trabalho. E lembrei-me que daqui a algum tempo já estará noutra escola.

No domingo matei saudades de forrar os livros para não se estragarem tão facilmente. Sempre gostei do cheiro de coisas novas.

Que sejas sempre tão empenhada, e continues a ter essas ideias fantásticas para os teus trabalhos.

20161015_113027


Sara no seu melhor

No fim de semana, ao passar de carro em frente ao Conservatório – Escola de Artes da Madeira:

– Mamã, o que é aquela casa amarela grande?

– É o Conservatório, uma escola onde se aprende música, dança e teatro.

– Essa escola sabe fazer a minha comida???

 

E ainda falta um ano para a mudança de escola.


A nova pulseira

Um dos primeiros artigos que publiquei no blog foi sobre como identificar material da escola e a importância de alertar as pessoas que interagem diariamente com uma criança alérgica. Podem rever aqui.

Utilizo as etiquetas desde o início para marcar tudo. A pulseira nunca tinha comprado. Até porque quando a Sara era mais pequena, provavelmente não ia descansar enquanto não arrancasse aquilo do braço.

A idade foi avançando, com 5 anos adora tudo o que são acessórios, e a realidade é que as alergias mantém-se.

Outra mamã APLV tomou a iniciativa de fazer uma encomenda conjunta (obrigada Inês), e recebemos ontem a nossa.

Muito útil para levar para qualquer sítio, principalmente escola, consultas e hospital.

Gostou tanto que só tirou para dormir.

HPIM1193

Podem adquirir uma pulseira destas aqui.


Artigos Posteriores »

Deixe uma resposta